Circuito Urbano 2020, promovido pela ONU Habitat Brasil, tem a participação de professores da UVA

A condição das cidades no contexto pós-pandemia é a pauta do evento

Quatro professores da Universidade Veiga de Almeida foram selecionados para o “Circuito Urbano 2020  – Cidades Pós-COVID-19: Diálogos entre o Brasil e a África lusófona”, evento promovido pela ONU Habitat. O tema dessa edição é a moradia no contexto de crise sanitária desencadeada pela pandemia de SARS-Cov-19. Viviane Japiassú, Edson Maciel, Leticia Viana e Andrea Borges vão participar com projetos individuais de pesquisa.

O ONU Habitat é o programa das Nações Unidas para Assentamentos Urbanos e tem como responsabilidade promover o desenvolvimento sustentável. Por isso, foram escolhidos os projetos que apontam caminhos possíveis para uma vida nas cidades social, econômica e ambientalmente sustentável. O evento tem a duração de um mês e ganhou o título de Outubro Urbano.  

Viviane Japiassú é Doutora em Ciências Ambientais e professora orientadora do Projeto de Iniciação Científica e Extensão  intitulado “Que chuva é essa”, uma parceria com a Defesa Civil para a prevenção de desastres associados às chuvas. Esse é o segundo ano que o PIC é selecionado para o evento, em 2019 a participação aconteceu presencialmente no campus Tijuca. Para este ano, a orientadora espera que a virtualização para o projeto alcance mais pessoas. 

“Quando a gente participa e organiza eventos que abrem espaços para outros escutarem o que a gente faz e o que a gente quer fazer, isso abre um leque de oportunidades que permite uma colaboração entre pessoas com interesses diversos, mas estão voltadas para o mesmo objetivo”, Viviane Japiassú.

A professora Andrea Borges seguiu por outro caminho. Ela é arquiteta e urbanista e tem a carreira baseada no desenvolvimento sustentável. Quando os estudos sobre a contaminação pela Covid 19 nos esgotos começaram a ser publicados, Andrea sentiu a necessidade de propor políticas de saneamento básico descentralizadas. 

Ouça o áudio de Andrea Borges sobre o projeto Saneamento é Vida

Ela saiu em busca de parcerias que viabilizassem a realização do projeto em favelas cariocas. A partir daí, aconteceu a identificação colaborativa dos pontos onde o Saneamento é Vida pudesse ser instalado, a mapeação, o desenvolvimento do projeto base, a autorização da prefeitura, busca de recursos e a organização das equipes. A ideia foi propor a colocação de um biodigestor que dê conta de tratar o esgoto das casas.

Tanto os projetos de Andrea Borges quanto de Viviane Japiassú tem uma raiz fincada em solo carioca. O trabalho dos professores Leticia Viana e Edson Maciel, professores dos campi Barra e Tijuca, não. As pesquisas ultrapassam os limites da cidade para abordar a questão do desenvolvimento sustentável numa perspectiva mais ampla. 

“Periferias globais e ações locais: habitação e produção agroecológica no Brasil e Moçambique”, da professora Leticia Viana, do curso de Arquitetura e Urbanismo, tem o objetivo de debater sobre o acesso à moradia e a uma alimentação sustentável de qualidade em espaços periurbanos ,ou seja, locais nos quais as atividades rurais e urbanas se misturam. Edson Maciel segue o mesmo caminho com o tema “A Crise do Capital”, a crise que se refere, segundo ele, foi eclodida pelo novo coronavírus colocou em pauta a questão da moradia em áreas urbanas.

Todas as temáticas expressam a urgência de se falar do direito à moradia e a necessidade de uma construção de futuro sustentável. Paralelamente, o Brasil vem assistindo desastres ambientais que podem modificar as relações humanas daqui pra frente. O óleo no litoral nordestino em 2019, as barragens de Mariana e Brumadinho, a floresta Amazônica e o Pantanal em chamas. Tudo isso afeta a vida de quem dependia desses ecossistemas como fonte de renda e a vida de brasileiros que podem sofrer as consequências da destruição.  

Ouça o áudio de Viviane Japiassú sobre a necessidade de engajar uma discussão sobre o desenvolvimento sustentável no Brasil

As palestras do Circuito Urbano 2020 acontecem durante todo o mês de outubro. São mais de 180 eventos com transmissão ao vivo pelo canal oficial na plataforma de vídeos YouTube e mais de 1000 painelistas. A programação completa você encontra em circuitourbano.org. 

Rafaela Barbosa – 8º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s