Preparação ao mercado criativo é assunto do novo e-book do laboratório CRIA

A pesquisa traz experiências de profissionais do âmbito publicitário

O laboratório de pesquisa do campus Barra, CRIA, lança o e-book “Guia de Luta: Manual para entrar no mercado criativo”. Com participação do professor Leonardo Amato, Pedro Filet e Gabriela Delbem, a publicação com mais de 30 páginas estabelece uma referência aos estudantes que desejam ingressar na área.

“Todos os dias, escuto dos estudantes as dores e preocupações para entrar no mercado criativo”. É como o coordenador do laboratório Leonardo Amato introduz o Guia de Luta. A produção da obra começou na pandemia de Covid-19 e reflete o atual posicionamento do ramo da criatividade, assim como os requisitos prévios.

Leonardo Amato fala acerca da pesquisa.

Pedro Filet compõe o time de autores. Com a formação em Publicidade e Propaganda na UVA, o profissional buscou no desenvolvimento da escrita retratar o treino, disciplina e força de vontade, como valores fundamentais. “Se não existir paixão pelo que estão se propondo a fazer eles não passam nem do primeiro round, pois o ritmo é acelerado. Então com amor, tudo vai ser visto como uma grande oportunidade e como uma chance de mostrar que merecem estar naquele lugar”, diz.

Gabriela Delbem, antropóloga e graduanda em Publicidade e Propaganda, traça um debate em volta das campanhas publicitárias como forma de aproximar os alunos da rotina de uma agência. Nos parágrafos, a escritora ressalta o público alvo e a mensagem principal como pontos chaves na construção das atividades. “É importante desmistificar a ideia de que o mercado da economia criativa é para um grupo de pessoas que ‘nasceram para isso’. Um passo a passo é uma maneira perfeita de ajudar a todos que estão passando por essa fase transformadora de entrar no mercado de trabalho”, explica.

Gabriela Delbem aconselha os leitores.


Preparação, luta e ringue. A fotografia assinada por Danilo Alves, estudante de Publicidade do campus Barra, ilustra o conceito da obra. Segundo o fotógrafo, a intenção foi retratar os jovens modelos em cenas de luta. “O uso do preto e branco transmite seriedade na mensagem que desejo passar e o toque de amarelo vem para representar a criatividade”, comenta.

Para Renata Feital, coordenadora de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, a produção das pesquisas acadêmicas representam um feito profissional e humano aos discentes. “Quando uma universidade oferece uma extensão, o aluno só tem a ganhar”, conclui. “Guia de Luta: Manual para entrar no mercado criativo” está disponível na OJS, plataforma de publicação da UVA, e no sistema de biblioteca da universidade.

Pedro Amorim – 7º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s