Déficit na educação: o reflexo da pandemia na alfabetização

Alunos dos primeiros anos do ensino fundamental foram os mais afetados no processo de aprendizagem por conta da pandemia

Dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) mostram que em 2020, mais de cinco milhões de crianças não tiveram acesso à educação. Desses, 40% estavam na faixa etária de 6 a 10 anos de idade, justamente fase na qual se desenvolve a alfabetização.

Segundo a professora Luzia de Assis, da Rede Municipal do Rio de Janeiro, um dos fatores para o problema é a dificuldade que os estudantes encontram em se conectar às aulas. ‘’Muitos não têm acesso à Internet, não possuem celular. Quando tem, na maioria dos casos, é só um aparelho que fica com o responsável da família no horário de trabalho’’, afirma.

Durante o período em que as escolas se mantiveram fechadas, houve alguns métodos para que o ensino chegasse até os alunos, como formação de grupo nas redes sociais, entrega de atividades impressas semanalmente aos responsáveis e vídeos explicativos sobre as atividades propostas. Contudo, ainda assim foi difícil desenvolver as habilidades de educação infantil e reverter a situação.

A professora Luzia, que leciona uma turma do terceiro ano do ensino fundamental, se diz preocupada com o cenário pois, no fim desta etapa, em condições normais, espera-se que os alunos consigam ler, interpretar e produzir textos com autonomia. No entanto, a realidade tem sido outra. ‘’Recebi muitos alunos que não reconheciam todas as letras do alfabeto. Não sabiam o que era vogal ou consoante e não tinham desenvolvido consciência fonológica. A impressão que tive ao retornar ao presencial, era que estava lecionando para uma turma de 1° ano”, revela.

Além disso, desde que as aulas presenciais retornaram de forma intercalada, os educadores expõem a dificuldade que estão enfrentando para lidar com o modelo híbrido. Seguir as exigências impostas pela pandemia, cumprir as demandas e preparar aulas para os dois modos com estratégias de aprendizagem distintas para dar conta das dificuldades de cada estudante, está sendo uma árdua realidade.

Segundo a professora do primeiro ano do ensino fundamental da Rede Pública de Ensino, Jéssica Valentim, tal fato se dá devido às precárias condições em que a educação se encontra. ‘’Os alunos não têm o suporte tecnológico para realizar as tarefas, espaço físico em casa para estudar. Há até professor sem aparelho para fazer as aulas’’, explica.

A partir do momento que o segmento de alfabetização infantil é afetado, especialistas alertam sobre o aumento da desigualdade social e os riscos que isso pode acarretar para toda a vida da criança. Nayara Araújo, Coordenadora do Projeto Qualificação Direta em Primeira Infância na FGV, explica que o processo de aprendizagem é contínuo e que a educação infantil constitui parte de uma etapa de educação básica que irá refletir no futuro, sendo ela, uma ferramenta essencial para se quebrar o ciclo de desigualdade. “O acesso à educação de qualidade é um direito social garantido pela Constituição e que deveria ser assegurado, inclusive, em tempos de pandemia”, defende.

Em vídeo, a profissional esclarece as consequências do déficit na alfabetização. Confira:


A alfabetização é um processo fundamental para o desenvolvimento de uma criança que tem reflexo ao longo da vida. Quando o  direito à educação de qualidade é negado, a taxa de analfabetismo cresce e exclui uma parcela da população do acesso às informações mais básicas, além de acarretar na falta de oportunidades tanto profissionais, quanto pessoais. A volta aos estudos, de forma 100% presencial, é um desafio para os educadores fecharem o ciclo 2021 e traçar novas estratégias para 2022.

Lorhan Nascimento – 3º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s