Bienal aproxima público de escritores famosos

Gritaria e abraços registram a passagem dos autores pela feira 

Todas as edições da Bienal do Livro no Rio contam com a presença de autores renomados da literatura. É só esperar sair a programação e marcar o dia exato para ouvir e ganhar um autógrafo. As arenas e estandes de editoras se preparam para os dez dias de atrações. Na edição de 2019 nomes como: Maurício de Sousa, Mark Manson, Pedro Bandeira e Fred Elboni lotam os pavilhões do Rio Centro com leitores de diversas idades entrando em filas para conhecê-los.  

Confira o que os escritores Thalita Rebouças, Rachael Lippincott e Akapoeta acham sobre o evento e o contato com o público: 

.

A literatura tem o poder de transformação, seja intelectual ou social. Através das narrativas muitos leitores se identificam e mudam o comportamento. Ana Carolina Ribeiro, de 21 anos, juntou forças para sair de um relacionamento abusivo depois de ler uma das obras do autor Fred Elboni. “Ele me ajudou em uma fase em que tudo estava difícil, porque todo mundo tinha virado as costas para mim”, conta ela. Por esse motivo, a jovem hoje é fã do escritor e ficou esperando para autografar os livros e poder abraçá-lo por alguns segundos. Taina Alves, de 22 anos, funcionária de uma loja de maquiagem, ficou uma hora para conversar com o escritor João Doederlein, mais conhecido como Akapoeta. “O que me motivou para entrar nessa fila foi poder abraçar quem me fez chorar todas as noites”, comenta ela. 

A fã Ana Carolina Ribeiro, de 21 anos, aguarda ansiosamente para autografar o mais novo laçamento do autor Fred Elboni – Foto: Ana Carolina Fernandes

A Bienal, em todas as suas 19 edições, tem a característica de ser plural. Os autores consagrados dividem espaços com que estão começando a despontar no mercado. Neste ano dois nomes consagrados da literatura brasileira ganharam homenagem, Ana Maria Machado e Ruth Rocha, celebram os 50 anos dedicados a escrita infanto-juvenil e os pavilhões celebram esse marco com muitos livros. Se somarmos as obras das duas autoras são mais de 400 obras e muita imaginação.  

Pensar história é o que move também os novos autores que estreiam na Bienal, como a americana Rachael Lippincott que veio pela primeira vez ao evento e no país. Influenciadores também foram convidados para movimentar ainda mais os espaços. Akapoeta possui cerca de um milhão de seguidores no Instagram e destaca: “quando um autor tem um peso nas redes sociais e chama seus seguidores, ele atrai mais pessoas para rodar pela feira que, talvez, se apaixonarão por outros escritores”. 

Autora americana Rachel Lippincott autografa livro para fã – Foto: Ana Carolina Fernandes

A XIX Bienal do Livro Rio fica até domingo, 08/09, no Riocentro, para o fim de semana são esperados um público maior, mas ainda há espaço para conhecer renomados e estreantes autores. A programação completa desse fim de semana pode ser acessada em: https://www.bienaldolivro.com.br/programacao/

Ana Carolina Fernandes – 4º Período | Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s