1 º Pedal de Conscientização reúne propostas para melhorias na mobilidade urbana

Ciclistas se concentraram no Centro de Petrópolis para destacar importância de se incentivar e apoiar essa forma de transporte alternativo e de qualidade de vida

Desta vez o tempo ajudou e a cidade recebeu a primeira edição do Pedal de Conscientização. Promovido pela Acipe (Associação dos Ciclistas de Petrópolis), o evento – antes programado para o dia 23 e adiado devido à chuva – aconteceu na noite da última sexta-feira, dia 30, e contou com a participação de 128 ciclistas, que se concentraram no Centro e deram suas pedaladas por um objetivo em comum: dar evidência a bicicleta como forma de mobilidade urbana.

A cientista Isabella Guedes, presidente da Acipe, explica que o Pedal de Conscientização é uma forma de educar os ciclistas sobre seus direitos e deveres e conscientizar a população sobre a importância de apoiar meios de transporte alternativos, como a bicicleta. “Acreditamos que, além de campanhas de conscientização e educação no trânsito, é importante vivenciar e apresentar para o Poder Público as principais dificuldades enfrentadas por quem utiliza a bicicleta como meio de transporte”. Entre os exemplos que dificultam a segurança do ciclista é a falta de uma malha cicloviária na cidade e os conhecimentos básicos de sinalização e proteção ao pedalar.

À direita, casal de argentinos que há dois anos viaja de bike e, à esquerda, o casal  Alojzij Savelli e Isabella Guedes, presidente da Acipe. Foto: Alojzij Savelli

Criada em julho deste ano, a Acipe surgiu da necessidade de fomentar ações baseadas na lei Municipal, número 6944 de 02/04/2012, que institui a “Semana Municipal de Incentivo ao Ciclismo”, que ocorreu de 19 a 25 de agosto. Durante o evento houve orientações em relações ao comportamento do ciclista no trânsito e os itens de segurança importantes para a prática. Os inscritos preencheram um formulário com o intuito de criar um perfil dos ciclistas de Petrópolis e estatísticas sobre acidentes.

Na opinião de Ricardo Papaiz, a bicicleta como forma de mobilidade urbana é hoje prioridade em países avançados como nos Estados Unidos e Europa. “É cultural. Devemos sim copiar e adaptar esses conceitos e boas práticas para nossa cidade”, diz o administrador de empresas que também esteve presente no Pedal de Conscientização.

Todo o percurso contou com o apoio da CPTrans para organizar o trânsito e auxiliar os ciclistas de várias idades que prestigiaram a ação. “O Pedal de Conscientização é além de tudo isso, mostrar que quem está pedalando vestido com aquela ‘fantasia’ e quase irreconhecível, de capacete e óculos, é um médico, uma mãe, um irmão, um estudante indo para a faculdade, é alguém que merece respeito e já aprendeu a usufruir de todas as qualidades boas que a bicicleta pode agregar em nossas vidas”, destaca Ricardo.

Paula Guaraldo – 7º período | Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s