Agência Uva Barra assistiu: “Rindo à Toa – Humor sem Limites”

Foto: Divulgação

“Rindo à Toa – Humor sem Limites”, dirigido por Cláudio Manoel (ex-Casseta e Planeta), Álvaro Campos e Alê Braga conta com um grande número de entrevistados, tais como Regina Casé, Miguel Falabella, Hélio de la Peña, Andréa Beltrão, Daniel Filho, Marcelo Tas, dentre muitos outros e explora de uma maneira leve e descontraída a liberdade construída pelos humoristas no período pós-Regime Militar, após a reabertura política do país.

As entrevistas, recheadas de histórias de bastidores, evidenciam que essa geração se aproveitou da oportunidade com a volta da democracia para destilar o humor de formas mais ácidas e até agressivas, respaldados pela certeza de que a censura não seria mais um obstáculo em seus caminhos. Como numa linha do tempo, acompanhamos a evolução na comédia e no humor desde 1988 até meados dos anos 2000 durante os depoimentos dos artistas.

O documentário expõe o que cada um dos entrevistados pensa em relação ao politicamente correto e é bem interessante perceber as sutis diferenças entre seus depoimentos e argumentos, que flutuam entre utilizar esta ferramenta do humor de modo mais racional, evitando algum tipo de excesso, enquanto outros se posicionam mais direto e com teor mais polêmico, como é o caso do músico Roger, de Ultraje à Rigor, que em determinado momento expõe a ideia de chamar alguém de “preto” não é com a intenção de ofender, mas constatar um fato.

Fica claro que levantar discussões na sociedade acerca da comédia é o mote principal. A mensagem é que, por mais transgressora e polêmica seja a ideia que carrega o humor, esta veio para nos cutucar, incomodar e refletir sobre nós mesmos e nosso cotidiano. Isto posto, fica clara a defesa que esta teoria não serve de muleta para ofensas gratuitas.

Qualidades à parte, a quantidade de entrevistas pode ser considerada um exagero, embora todas as personagens tenham boas histórias e conteúdos interessantes à compartilhar com o público, mas, de fato, cria uma gordura evitável e talvez desnecessária, podendo não agradar aos mais severos ou impacientes.

“Rindo à Toa – Humor sem Limites”, com sua linguagem leve e bem-humorada consegue, paulatinamente, levantar e discutir questões sobre o humor sem perder o ritmo. O longa estreia em cinemas de todo o país no dia 31 de maio de 2019.

Kadu Zargalio – 3º Período | Produção Audiovisual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s