Artistas consagrados da música brasileira foram destaque no 3º dia do Rio2C

Maria Rita, Rael e Elza Soares são alguns dos representantes da música no evento

A cantora Maria Rita e o rapper Rael foram os convidados da palestra “A narrativa da composição e interpretação”, o encontro aconteceu no terceiro dia do Rio2C – Rio Creative Conference (25). De forma leve e descontraída, os artistas revelaram um pouco do processo de criação dos seus trabalhos e apesar dos estilos distintos, ambos possuem algo em comum: A música precisa entrar em contato com o seu próprio eu.

Passeando entre a MPB e o Samba, Maria Rita revela que a escolha de uma música para gravar se dá quando há uma identificação, seja com a beleza da melodia ou com a força da mensagem que a letra carrega. “Quando a mensagem de uma outra pessoa passa a ser fiel a minha alma, eu sinto que essa canção precisa ser minha. O próximo passo é tentar fazê-la minha”. Filha de músicos consagrados, a cantora acrescenta ainda que o ambiente musical que vivia em casa contribuiu para sua bagagem.

“Como intérprete, eu canto histórias”

– Maria Rita

.

Produzindo o próprio disco, o rapper Rael comenta que o processo de composição está relacionado com o momento em que está vivendo. “As mudanças no país e a paternidade são situações que mudaram à minha maneira de compor. É difícil! Não tenho uma regra. As vezes componho em dois dias e as vezes levo um mês”.

O rapper Rael fala sobre os desafios de produzir sozinho o próprio disco – Foto: Graziela Andrade

Quem escreveu sua história na música e teve um espaço especial no evento foi Elza Soares, a cantora foi a grande homenageada do Rio2C. A artista foi premiada durante a palestra “Além da música: Uma homenagem a cantora brasileira do milênio Elza Soares”. O bate papo conduzido pelo jornalista Zeca Camargo retratou as dificuldades enfrentadas pela artista no início da carreira por ser mulher e negra. Mas que apesar de todas as adversidades seguiu em frente e ainda hoje é um fenômeno. “Me senti muito honrado com o convite para escrever a biografia da Elza”, diz Zeca Camargo.

A cantora Elza Soares recebe prêmio durante o Rio2C – Foto: Graziela Andrade

Com letras fortes em seu repertório, Elza Soares levanta a bandeira do feminismo e diz saber que suas canções incomodam muita gente. “Querem me calar, mas não vão conseguir. Meu país é meu lugar de fala”. A cantora segue conquistando fãs por onde passa, é o caso da Designer Sofia Affonseca que enfatiza a importância da artista para o empoderamento feminino. “Ela quebra estereótipos, empodera mulheres e mostra que é possível vencer. Ela é muito forte e inspira muita gente. Nos faz lembrar que a força está na gente e não no outro”. Aos 81 anos, Elza segue em turnê do álbum “Deus é mulher” pelo país.

A designer Sofia Affonseca vê a cantora como uma referência para muitas mulheres – Foto: Graziela Andrade

Graziela Andrade – 6º Período | Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s