UVA promove festival de webséries

Episódios produzidos por universitários foram exibidos no campus Barra

Equipe de “Águas Turvas” recebe o prêmio de melhor Websérie 2018. Foto: Junior Almeida

O grande dia chegou. Após meses de muita preparação e dedicação, os alunos dos cursos de Publicidade e Jornalismo apresentaram as webséries criadas ao longo do semestre. As produções estrearam, na última segunda-feira (26), em um evento realizado pela Universidade Veiga de Almeida (UVA), campus Barra. Os gêneros variaram entre comédia, drama e suspense. Um dos assuntos mais abordados foi a comunidade LGBTQ+, tema central entre três tramas, das oito que concorriam ao título.

A banca avaliadora, composta pela coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade Renata Feital; pelo Professor Anderson Barreto; VictorLima, Produtor Audiovisual (UNESA), e o graduando Diego Murray, vencedor do prêmio de Melhor Roteiro e Melhor Websérie de 2017, teve que escolher as três obras que mais se destacaram. Como resultado, “Águas Turvas”, “Hora do Crime” e “7 Horas” ficaram com o primeiro, segundo e terceiro lugar respectivamente, sob muitos aplausos.

A experiência de produzir o próprio conteúdo audiovisual é vivenciada ainda no início da graduação. A Coordenadora Renata Feital destaca que a produção destes trabalhos, ainda no segundo período acadêmico, contribui para o portifólio dos alunos. “Isso juda na formação de jornalista e publicitário”, enfatiza. Para Diego, participar dos dois lados é sempre um aprendizado. “Estar no júri oferece uma percepção mais ampla, principalmente da expectativa dos professores em avaliar o resultado”, observa. 

Anderson Barreto, o maestro de toda essa festa, fala das realizações pessoais e profissionais com as webséries. “Os alunos consomem bastante audiovisual e são confrontados a fazer uma produção de grande porte. Eu me realizo quando vejo que eles estão trabalhando”, afirma. O professor acrescenta que para ele todos são o primeiro lugar porque acompanha o processo e sabe do dia a dia de cada grupo.

Além dos alunos que apresentaram seus trabalhos, a plateia teve rostos já conhecidos. Um deles era da estudante Juliana Marques, quinto período de Jornalismo, que já cursou a disciplina e foi ao auditório para assistir os novos projetos. Para ela uma das coisas que mais chamaram a atenção foi o investimento que os acadêmicos estão fazendo nos trabalhos. “Cada edição tem ficado melhor que a anterior”, diz.

Depois da mostra, os alunos caem na mesma dúvida: dar continuidade ou não para os projetos. Para o festival é necessário apenas que o primeiro episódio seja produzido. Rafaela Barbosa, uma das roteiristas de Águas Turvas, pensa na possibilidade e diz que o grupo vencedor não descarta. “Apesar das dificuldades, existem planos sim”, ela conclui.

Junior Almeida – 3º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s