O Hair Stylist do universo pet

RioCentro recebe evento que abre espaço para competição conhecida no meio animal

WhatsApp Image 2018-11-10 at 12.18.32
Competição do RioGroom reuniu participantes de vários estados brasileiros – Foto: Ana Carolina Soares

O mundo animal é cheio de novidades. Com a alta do mercado pet – que movimenta milhões por ano – uma infinidade de aspectos ganhou destaque. O RioVet 2018 ganhou uma programação especial voltados para os concursos de beleza para os animais de estimação.

Competições, palestras e workshops foram realizados entre os dias 6 e 8 de novembro, e o público acompanhou de perto o trabalho dos profissionais. O grooming, considerado uma extensão do ‘banho e tosa’, é uma área que trabalha a estética canina e felina focando no padrão específico de cada raça. Mas o glamour não é a única vertente dessa profissão. “A nossa preocupação é levar ao proprietário uma consciência diferenciada sobre saúde e bem-estar animal”, explica Katia Dufrayer, coordenadora do espaço RioGroom, que apresentou competições de tosa entre diversos groomers – tanto experientes quanto iniciantes – durante o RioVet.

Em três dias de evento, foram ministrados workshops de técnicas do grooming, com os maiores groomers do Brasil. O campeão do Groomers Argentina 2017, Vanderlei Lopes e o 10 vezes Campeão Mundial, Luciano Ribeiro foram alguns dos nomes que apresentaram nos auditórios. Com 20 anos de experiência no ramo pet, Vanderlei comenta sobre o peso desses eventos. “Esse campeonato voltou e a gente viu muitos competidores. Tem uma plateia, todos os dias, muito grande! Isso estimula novos profissionais. É um incentivo”, pontua. “O Rio estava parado nessa parte e eu espero que volte com força total porque é bom para todo o setor pet”, finaliza Lopes.

WhatsApp Image 2018-11-10 at 12.18.31
Profissionais mostram habilidades em penteados durante uma das competições do RioGroom – Foto: Ana Carolina Soares 

Um dos tópicos abordados com relação às adversidades da área é a falta de reconhecimento. “O que a gente vê é uma desvalorização do serviço. Nós também fazemos investimentos que muitas vezes não são valorizados”, revela Dufrayer, que também destacou alto preço dos materiais utilizados para um serviço de qualidade e o longo caminho que a profissão ainda precisa percorrer.

Para aqueles que têm interesse na carreira, o conselho dos profissionais foi unânime: buscar capacitação. Cursos para se especializar nas mais diversas técnicas. “Nós temos os animais inseridos em nosso dia a dia. Então a nossa obrigação é estudar e orientar, e com isso você ganha a confiança do seu cliente – que terá em você um apoio, um suporte”, finaliza Dufrayer. O evento despertou interesse dos visitantes que já aguardam a próxima edição.

Julia Morais – 6º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s