Educação internacional

UVA promove evento sobre internacionalização para mostrar aos alunos a possibilidade de estudar no exterior

IMG_9528
Foto: Bruna Barros 

Incentivar trocas de experiência com outras culturas se vê cada vez mais necessário nas pautas das empresas e instituições de ensino, na medida em que o mundo se torna mais globalizado. Ao pensar nisso, a Universidade Veiga de Almeida (UVA) organiza nesta última quinta (01/03) no campus Barra, o “Dia da Internacionalização UVA”. O evento reúne membros de consulados estrangeiros para discutir as possibilidades de  estudar fora do país.

Para melhor explorar o assunto, são chamados representantes de agências da França, Espanha e Estados Unidos, locais que recebem uma quantidade considerável de estudantes provenientes de outros países. Eles apresentam o que é necessário para um aluno cursar no exterior, desde os custos às características de cada cultura. “Toda experiência internacional é uma ferramenta para mudar a vida profissional e pessoal de vocês”, afirma Aline Martelo, do “Campus France”, pertencente ao governo francês.

É com essa intenção de dar mais oportunidades aos estudantes que a professora Solange Pastana, coordenadora do curso de Relações Internacionais,  ajuda a mediar o evento. Para ela, as universidades são grandes centros de ideias e avanços da sociedade. “As trocas acadêmicas são cruciais para o progresso.  A internacionalização permite isso, além desenvolver as questões culturais. Afinal, todos fazemos parte do mesmo mundo”.

Ela acredita, inclusive, que é de fora que podem vir as soluções para os problemas do Brasil, que saiu há pouco de uma recessão. Mediante os cortes de verba, programas como o “Ciência sem fronteiras” foram suspensos, algo que ela considera normal. “Diante de uma crise, costumamos voltar nosso olhar para as questões internas. Mas não podemos esquecer da internacionalização na pauta das organizações e empresas”.

O debate permite abrir novos horizontes para aqueles que desejam ter experiências fora do país. Esse é o caso do universitário de Publicidade Vinicius Maia, que já esteve nos Estados Unidos através de intercâmbio e pretende voltar. Porém, após a apresentação das palestras, passou a considerar também a França. “Achei financeiramente viável ir para a Europa. Como aluno da universidade é muito importante ter essa possibilidade de nos planejar para o futuro e ter novas oportunidades de ensino”.

Lucas Motta, 6º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s