A felicidade veste bem

Palestra reúne consultoras de moda para debate sobre a importância da profissão, na Semana de Design e Arquitetura

2763f5b8-d516-44f7-b668-96ae6c95e59e
Foto: Giovanna Faria 

A primeira impressão é a que fica. É comum as pessoas procurarem por um profissional que as ajudem a comunicar bem a partir do visual e aparência. Foi o que informou a palestra Consultoria de Imagem, evento organizado para a Semana de Design e Arquitetura, da Universidade Veiga de Almeida do Campus Barra. A professora do curso Cetiqt, Renata Cotarelli, participou da conversa ao lado das ex estudantes, Bruna Emanuele e Manuela Mader.

Essas alunas, que se formaram em 2012 em Design de Moda na UVA, já atuam no mercado de trabalho como consultoras e tiveram a oportunidade de compartilhar a experiência adquirida com os futuros profissionais da área. “Foi muito bom quando recebemos o convite para discutir sobre um tema que não é muito abordado nas aulas. Vai ser algo novo para toda a turma ”, enfatiza Manuela. Além de voltarem ao campus dessa vez como palestrantes, as ex alunas foram bem acolhidas pelo público participante.

705478c3-f472-4fdf-aaf8-4fc9ae4f0ebe
Foto: Giovanna Faria

O interesse dos universitários também foi percebido pela professora Renata Cotarelli, que explicou ser essa profissão abrangente e necessária. “As pessoas estão percebendo que não precisam ser ricas para terem um consultor de imagem”, afirma. As cores, o formato, o tamanho tudo é pensado para passar uma determinada impressão do que o cliente gostaria. Ela ainda admite que não existe padrão de roupa ou de corpo certo, que é preciso analisar o tipo de cada pessoa para atender de uma forma correta e satisfatória.

Desse modo, saber que tipo de roupa favorece ou prejudica o visual está relacionado à autoestima, como o outro se apresenta ao mundo e às pessoas com quem convive. Por isso, o uso da paleta de cores, que é feita com a ajuda da profissional, é crucial na hora de se vestir. “A paleta ajuda a identificar se o cliente combina mais com cores frias ou cores quentes, mas não impede de tentar se arriscar em outros tons”, garante Renata. Os assessórios, ainda segundo ela, são a peça-chave do look, que devem ser usados com cautela para não sobrecarregar o visual.

Segundo a Professora Lucilia Tristão Ramos, palestras como essa são boas não só para o consultor, mas também para o meio ambiente, uma vez que podem auxiliar no consumo consciente. “Quando falamos sobre o que consumir, estamos falando também de sustentabilidade. Se sairmos comprando várias coisas de maneira aleatória, aquela peça será inutilizada mais cedo porque você a comprou somente por impulso”, explica Lucilia.

Além disso, ela explica ser a discussão de temas como esse ser mais do que necessária, uma vez que hoje é importante saber como usar o dinheiro na hora da compra. De acordo com a palestrante Bruna Emanuele, a profissão de consultoria de moda também pode encontrar campo de atuação nas empresas, ou seja, não há a necessidade de um atendimento apenas individualizado, pessoal ”. Ela ressalta que já trabalhou como dress code – código de vestimenta específico – pela Schutz e com outros grandes empreendedores. “Precisamos abrir a cabeça! Perceber que é um campo de trabalho relevante e começar a dar mais atenção com cursos e palestras dentro da UVA”, conclui.

Giovanna Faria, 5º período, Nailson Ribeiro, 6º período. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s