#ProjetoDiversidade: Trabalhando por um mundo melhor

Palestra sobre empreendedorismo social na UVA traz profissionais da área para debate com os alunos

IMG-20170921-WA0033 (2)
Professora Lourdes Domingos mediando Talk Show com Alda Marino e Giovanni Harvey    Foto: Rafaela dos Santos

Hoje, cada vez mais pessoas estão se alinhando à ideia de empreendedorismo. Em todas as áreas, inclusive na vertente social. Ciente da importância do tema para o alcance de um mundo mais sustentável, justo e igualitário, a UVA abrigou em seu campus Barra o Talk Show “Empreendedorismo Social”, que integrou a II Feira de Práticas Sustentáveis. O debate teve como convidados Alda Marino, diretora da empresa PARES; e Giovanni Harvey, diretor executivo da Incubadora Afro Brasileira. Lá, ambos puderam falar sobre como suas instituições, que não têm fins lucrativos, procuram beneficiar a vida em sociedade.

Alda Marino fez um caminho considerado oposto: parou de atuar em uma grande companhia para trabalhar com empreendedorismo social. Ela é sócia-fundadora da PARES, que há sete anos presta consultoria e capacitação para outras instituições. A intenção do trabalho é gerar qualidade de governança e relações internas nas empresas que solicitam seus serviços, além de bons vínculos com a sociedade. Para Alda, agir nesse ramo parte da vontade de cada um em mudar a realidade em que vive. “Não conheço ninguém que esteja satisfeito com o mundo como ele está. Temos que ser protagonistas dessas mudanças”.

Foi também com uma vertente mais social que surgiu a Incubadora Afro Brasileira. Fundada em 2004 e localizada próxima ao Cais do Valongo, no porto do Rio  – local simbólico, pois lá desembarcaram muitos escravos -, a instituição foca na formação de empreendedores afrodescendentes. Ao contrário de outros lugares, lá ganha vantagem quem possuir menos instrução e viver em locais de baixo desenvolvimento humano. “Buscamos empreendimentos que estejam numa situação de vulnerabilidade e líderes que tenham uma função de responsabilidade com o núcleo familiar”, conta Giovanni Harvey, diretor executivo do projeto. Com isso, a incubadora cresceu dando chances àqueles que não teriam oportunidades em uma empresa “comum”.

O debate foi de grande proveito para os que empreendem ou que um dia planejam fazer isso. Marjorie Fernandes, que cursa o 3° período de Administração, pretende levar essa experiência para seu trabalho voluntário na associação católica Shalom. O projeto, espalhado pelo Rio e pelo mundo, visa atender moradores de rua, dependentes químicos e outros grupos vulneráveis, especialmente jovens. Para Marjorie, a palestra ensinou que é importante levar sua causa adiante, seja ela qual for e esteja onde estiver. “Nós somos empreendedores onde estivermos. Vou levar para a minha carreira esse foco”, garante.

Este é exatamente um dos objetivos do evento promovido pela UVA. Para a coordenadora da Feira de Práticas Sustentáveis, professora Maria de Lourdes Domingos, empreendedorismo é um tema totalmente integrado ao evento. “Expandir a ideia de empreendedorismo para o social está totalmente ligado à sustentabilidade, pois estamos falando de um mundo muito populoso com várias transformações do sistema de trabalho”. Com isso, a feira busca gerar uma reflexão em alunos e visitantes para as mudanças que estão por vir, tanto ambientais quanto humanas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s