Assédio em Movimento

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Patrícia Galvão em 2019, 97% das mulheres brasileiras com mais de 18 anos já sofreram assédio em transporte público ou privado e 38% foram mulheres da região sudeste do Brasil. Além disso foi apontado que 41% das mulheres já passaram por olhares insistentes em transportes públicos, 10% no transporte de aplicativo e 11% em táxis. Enquanto 33% já escutaram cantadas indesejadas em ônibus, metrô ou trem, e 9% em aplicativos e táxis, 71% das entrevistadas afirmam conhecer mulheres que sofreram algum tipo de assédio em espaço público.  

Os dados revelam que as mulheres são alvo de assédio de diversas formas e em diferentes transportes públicos. No documentário “Assédio em Movimento”, duas mulheres contam os episódios de abuso que sofreram e especialistas ajudam a entender as implicações jurídicas envolvendo o crime.  

A obra documental chega na Agência UVA Barra, através da disciplina de “Documentário Jornalístico” ministrado pelo professor Anderson Barreto na UVA campus Tijuca. O grupo composto por Gabriele Carneiro Lucian, Hudson Novais Lisboa, José Paulo Gonçalves Sobral Silva, Luis Felippe Gonçalves Ferreira, Rochelle da Silva Dantas e Rodrigo Nery Rego Barone, apresenta os riscos dos transportes públicos e privados, além dos impactos na saúde mental e vida social das mulheres. 

Confira!


Pedro Amorim – 7º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s