Sônia Bridi compartilha experiência profissional e motiva futuros jornalistas

A palestra visitou principais transformações nos últimos anos no país através do compromisso jornalístico e social do repórter

Mais de 100 alunos da Universidade Veiga de Almeida estiveram presentes na palestra on-line com Sônia Bridi, jornalista do Fantástico, nesta terça-feira, 10/05. O professor Eduardo Bianchi mediou mais uma edição do “Encontros com Profissionais de Jornalismo”.

Meio ambiente, política, questões sociais, inclusão, diversidade e os bastidores da notícia, foram os tópicos que movimentaram a conversa. A jornalista, que começou jovem em Caçador, Santa Catarina, está há mais de três décadas na Rede Globo. Desde repórter do Jornal Nacional para correspondente internacional e, mais recente, no Fantástico.

Sônia Bridi é lembrada pelo grande público como uma repórter de pautas amplas e com desdobramentos. Ela aponta que desde 2010 já foram feitas seis séries internacionais sobre as mudanças climáticas. “É a pauta mais importante para o Brasil e para o planeta”, diz a jornalista que também atua com os temas das relações dos povos originários, denúncias de garimpo e desmatamento.

As colocações de Bridi direcionaram o olhar dos estudantes para a importância da informação apurada e investigada. Os futuros jornalistas perceberam como é a rotina por trás das câmeras e o compromisso com a notícia quando ela citou a matéria da espionagem americana direcionada a Dilma Rousseff, ex-presidente do Brasil, a pauta sobre meritocracia no Brasil, na qual fez uma “passagem” na escadaria em um metrô e a reportagem da escalada ao topo do pico da Neblina.

“Na minha matéria fonte é quem tem legitimidade como fonte. Você tem que entender a realidade dentro dos números e das estatísticas, buscar uma narrativa e uma forma de contar essa história que sensibilize.”

Sônia Bridi

Para o mediador Eduardo Bianchi, o objetivo dos encontros com profissionais é proporcionar um momento de inspiração. “Foi incrível, ela doou o tempo para falar sobre diversos temas, como a política contemporânea e os incômodos da profissão. Espero que os alunos tenham aproveitado”, revela Bianchi ao final da palestra.

Quem se sentiu inspirado foi Bruno Venâncio. No 5º período de jornalismo, o veterano passou a enxergar a profissão sob outros olhares. “Achei muito interessante ela destacar que o jornalismo não necessariamente é ir atrás de um ‘furo de reportagem’, mas também se aprofundar em problemas que estão debaixo de nosso nariz, de conscientizar a população. Isso me fez refletir”, expressa.

Para Mayara Rocha, não foi diferente. A recém chegada ao campus Barra sinaliza um dos maiores aprendizados ao assistir a repórter do Fantástico: Conhecer os bastidores da notícia. “Saber o quão abrangente o jornalismo pode ser é surreal. Além do que nós estamos acostumados a ver, é muito bom e reconfortante”, afirma a caloura.

Mayara Rocha conta o impacto do “Encontros com Profissionais de Jornalismo”.

O bate-papo virtual com Sônia Bridi durou aproximadamente uma hora e meia. Além de colaborar na formação dos universitários, foi uma oportunidade de ver e entender a construção da notícia na televisão, assim como a importância de estar estudado para uma pauta. 

Pedro Amorim – 6º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s