RIO2C 2022 celebra a inovação e as novas tecnologias

O evento, que acontece na Barra da Tijuca, reúne algumas das maiores mentes criativas da atualidade para falar sobre as transformações que estão acontecendo na comunicação

A Cidade das Artes recebe, entre os dias 26 de abril e 1º de maio, o Rio2C, maior evento de criatividade da América Latina. O encontro, que reúne profissionais de diferentes áreas para falar sobre novas tecnologias, inovações, diversidade e o futuro da comunicação, retorna em 2022 para a terceira edição com mais de 27 painéis divididos em 10 palcos temáticos. Entre os assuntos de maior destaque deste ano estão a sustentabilidade, o futuro do trabalho, neurociência, universos virtuais, metaverso, NFTs entre outros conteúdos.

O CEO e fundador do Rio2C, Rafael Lazarini, contou um pouco sobre como foi retomar o evento depois de 2 anos parado devido à pandemia de Covid-19. Segundo ele, a desarticulação da indústria durante esse período de isolamento provocou um grande desafio na hora de elaborar essa nova edição. “Foi muito difícil porque o mercado ainda está se ajustando, o ramo de eventos sofreu muito, mas mesmo assim é um meio muito resiliente e o resultado está aí, casa cheia”, afirmou. 

Veja um trecho da entrevista com Rafael


Um dos destaques do Rio2C é a integração entre mídia e publicidade. No painel chamado “Criatividade & Conteúdo”, o publicitário Sérgio Gordilho, diretor geral de criação e copresidente da agência África conversou com o Boninho, diretor do núcleo de entretenimento da rede Globo e que cuida de programas como o “Big Brother Brasil”. Durante o bate papo os dois conversaram sobre o sucesso do reality show e como se integrar com as novas tecnologias. Para Boninho no futuro existirá um programa na televisão e outro dentro dos mundos virtuais. “Anteontem a gente fez uma experiência de metaverso e estamos abertos ao que vier. Acho que o grande barato disso tudo é não parar e tendo alguma coisa nova manda pra gente que colocamos no liquidificador e vamos em frente”, brincou.

 Sérgio Gordilho e Boninho debatem sobre o sucesso do Big Brother Brasil e o futuro do programa. (Foto: Lucas Souza)

Outro ponto bastante discutido foi como mesclar a criatividade a novas estratégias de comunicação. Em uma das palestras, Stephanie Campbell, chefe de estratégias da agência Suno United Creators e Ian Black, fundador da agência independente New Vegas e colunista da revista Meio e Mensagem, falaram sobre a importância de analisar dados no mundo atual, mas sem esquecer do fator humano dessas informações. De acordo com Ian os dados são representações numéricas de comportamentos das pessoas. “Essas informações precisam de contexto e quem as analisa tem que ter repertório, entendimento como a sociedade está se organizando, quais os desafios e uma série de coisas que humanizem”, ressaltou.

Para o público presente, o Rio2C também é uma oportunidade de se conectar com o mercado de trabalho e repensar formas de criação de conteúdo. Lucas Carvalho, diretor de animação 2D, que tem um estúdio no Ceará, destacou a parte de games do festival e como tem conseguido entender melhor o público desse nicho. “Na parte técnica, o evento está sendo legal para entender o mercado de games pois é uma área muito diversificada. Então, aqui tem uma galera muito legal, desde jogadores profissionais até fãs. Dessa forma, é possível entender melhor quem consome, qual a faixa etária. Está sendo muito bom para elucidar essa parte”, explicou. 

O roteirista e produtor executivo de audiovisual, Daniel Aragão, enfatizou a importância do evento, principalmente, para criadores que estão fora do eixo Rio-São Paulo. Ele, que também veio do Ceará para participar, lembrou que o ambiente do Rio2C permite um contato maior com “players” que normalmente não são tão acessíveis no dia a dia. “Acho importante o evento como um catalisador de outros produtores, para ver como outros colegas estão trabalhando, marcar reuniões, fomentar negócios e ter uma troca de experiências, que é muito bacana”, acrescentou.

Assim como eles, Pablo Savalla, produtor audiovisual carioca, ressaltou a importância do evento para produtores independentes poderem ter acesso a grandes marcas. Na opinião dele é essencial fazer networking e colocar os projetos perto de empresas relevantes da indústria. “Também acho que uma das coisas mais legais do Rio2C são as palestras informativas e os debates sobre temas atuais, que fazem a gente refletir sobre as nossas próprias iniciativas”, contou.

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan Senai) está presente no Rio2C com um estande focado em tecnologia e com as novidades de mercado. Fernando Rezende, coordenador de duas unidades da Firjan Senai, contou que a ideia é apresentar um pouco do que é oferecido por eles nas áreas de tecnologia, com câmeras, robôs e até criação de mundos no metaverso. “Aqui no Rio2C é o melhor ambiente para os jovens terem contato com inovação, musica, capacitação profissional, experimentar coisas novas como simuladores, games, realidade virtual e isso pode ajudar eles a tomarem decisões no futuro”, comentou.

A música também tem marcado presença no evento. Nomes como Luísa Sonza, Xamã e o DJ Alok estiveram presentes nos primeiros dias da feira de criatividade. A cantora de pop brasileira contou em um painel sobre como artistas e marcas têm mudado a relação de parceria ao longo dos anos. Para Luísa, ela se enxerga como um produto e toda a produção dela é pensada dessa forma. “Um dos meus principais pilares é respeitar os jovens tentando entender o que eles pensam, como gostam de se expressar, muitas vezes, quebrando paradigmas. Então, busco sempre o equilíbrio entre ter algo único para as marcas e para mim”, acrescentou.

No painel “Antes do Brasil da coroa, existe o Brasil do cocar”, Alok ao lado de lideranças indígenas falou sobre o projeto que tem desenvolvido para a preservação das músicas e das raízes dos povos originários. O DJ revelou que em 2014 estava passando por um momento depressivo e repensou qual era o sentido da obra que estava construindo. Segundo ele, ao perceber que a música para os povos nativos brasileiros era usada para curar, isso despertou algo dentro dele. “Gravamos mais de 130 músicas tradicionais indígenas e transformamos em NFT, porque dessa forma esse conteúdo não poderá mais se perder. Imagine se pudéssemos ter contato com os cantos feitos há 500 anos, então esse é o objetivo de preservar esse conhecimento”, celebrou. 

O rapper carioca Xamã esteve ao lado de Ice Blue e Jairo Andrade para conversar sobre o crescimento do trap e a força que esse ritmo musical tem ganhado nos últimos anos. Em entrevista exclusiva para a Agência UVA Barra, o cantor falou sobre a importância de estar em um evento que fala sobre a criatividade como o Rio2C.

Veja a entrevista com o Rapper.


Apresentadores, Influencers e personalidades acreditam na importância de eventos como o Rio2C para a troca de conhecimento. De acordo com a atriz Noemia Oliveira, que apresentou o painel sobre os 10 anos do porta dos fundos, esse ambiente é ideal para aprender, crescer e ouvir o próximo. “Lembro da época que eu fazia pedagogia, sempre participava de congressos e tenho na memória o quanto eles foram importantes para a minha formação. Troca de conhecimento é sempre algo bem vindo”, ressaltou.

O youtuber e criador de conteúdo, Lucas Estevam, do canal “Estevam Pelo Mundo”, pela primeira vez no Rio2C, destacou que fazia tempo que não vinha em um evento presencial desde o início da pandemia. Segundo ele, é um espaço, não só para reencontrar pessoas, mas também para adquirir conhecimento e ter contato com as tendências dos próximos anos. “Aqui no evento tem muitos players de audiovisual, que a gente já conversa há muito tempo, mas também tem outras marcas que conhecemos aqui na hora, então acaba sendo uma coisa que sempre gera algum negócio”, revelou.

A atriz e apresentadora Ana Furtado lembrou da importância de eventos que exaltam a criatividade para inspirar as pessoas a sempre continuarem acreditando nos sonhos. “Criatividade é tudo na vida das pessoas. Até para você se reinventar todos os dias, ser mais feliz e conquistar as coisas que sempre sonhou”, concluiu.

Lucas Souza – 7º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s