3º Seminário de Comunicação, Gênero e Sexualidade, une profissionais e universitários para dialogarem questões LGBTQIAP+

Mais de 70 alunos integraram a mesa redonda virtual

“Contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária”. É como o professor e mediador Eduardo Bianchi descreveu um dos objetivos do 3º Seminário de Comunicação, Gênero e Sexualidade. A Live ocorreu na última quinta-feira (11/11), através da organização do curso de comunicação social da UVA campus Barra, e contou com as participações de Anita Prado, Carlos Tufvesson, Christian Gonzatti e Thainá Penha.

Thainá Penha é pós-graduanda em Inclusão e Diversidade nas Empresas, e trabalha na Accenture. A profissional começou a apresentação com uma descrição da sua aparência física para ajudar as pessoas com deficiência visual. Ao mostrar como a lógica empresarial pode contribuir para criar um ambiente seguro, a solução é ter responsabilidade com os pilares de etnia, gênero, crenças, LGBTQIAP+, entre outros. “Gerar um sentimento de pertencimento de todes”, comentou Thainá.

Em seguida, a jornalista Anita Prado, da Rede Globo, comandou a roda para falar sobre como a aceitação influencia diretamente no trabalho. Na redação do Jornal Nacional, nas reportagens e coberturas do Rio de Janeiro, a nordestina tem uma preocupação com todas as bandeiras, e destacou como é importante as empresas acolherem a diversidade. “Se vocês são pessoas que querem viver em harmonia no trabalho, é importante procurar ambientes em que você se sinta você mesmo”, revelou Anita. 

Anita Prado fala sobre a relevância do debate da inclusão nas corporações.

Christian Gonzatti é doutorando em Comunicação e criador do “Diversidade Nerd”, uma plataforma que une informações de cultura pop e pautas LGBTQIAP+ nas redes sociais. Christian encontra no universo pop uma força para enfrentar a opressão das pessoas preconceituosas. Apesar dos ataques nas redes, o perfil é transformador para a população LGBTQIAP+. “Diversidade articula com meu eu acadêmico, meu eu ativista e meu eu relacionado ao mercado e marketing”, explicou Christian.

Christian Gonzatti comenta sobre as motivações do “Diversidade Nerd”.

Para concluir a rodada de apresentações, Carlos Tufvesson, coordenador executivo da Diversidade Sexual da Prefeitura do Rio, abordou um recorte social para a temática. Com uma perspectiva sobre políticas públicas, o militante evidenciou a luta histórica da classe para enfrentar o preconceito contra a manifestação de amor e afeto. “Numa democracia, temos direitos e deveres, e o respeito é importante na sociedade”, disse Tufvesson.

Para a universitária Nicole Corrêa, o encontro é necessário para construir um local de trocas de experiências, apoio, conhecimento e referência aos alunos. A veterana está no 6º período de publicidade e propaganda, mas já é formada em Marketing pela UVA. “Com certeza, os profissionais agregaram para o meu conhecimento na temática LGBTQIAP+, principalmente para a minha pesquisa acadêmica em Gênero e Sexualidade”, afirmou Nicole.

O professor, do curso de comunicação social, Eduardo Bianchi mediou o evento e expôs as expectativas para a volta do Seminário de forma presencial em 2022, já que o último foi em 2019. De acordo com o docente, a mesa tem a função de desenvolver um debate para os alunos e como eles podem contribuir para a sociedade. “De 2019 para 2021 houve uma mudança, os debates públicos estão mais fortes. Então, as pessoas estão se sentindo mais firmes para continuarem discutindo o tema da diversidade”, concluiu Bianchi.

Pedro Amorim – 5º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s