Agência UVA Barra assistiu: Umbrella

Foto: Divulgação

“Umbrella” conta a história de Joseph, um menino que mora em um orfanato e se sente muito sozinho. Em determinado dia, quando uma senhora e sua filha fazem uma visita ao local, para distribuir brinquedos, um guarda-chuva amarelo desperta muitas memórias e sentimentos guardados pelo garoto.

A produção, baseada em fatos, dirigida por Helena Hilario e Mario Pece, conquistou inúmeros prêmios em festivais pelo mundo. Todo esse reconhecimento internacional levou o curta-metragem brasileiro de animação a entrar na corrida pelo Oscar.

O estúdio independente Stratostorm, criado pelos diretores da obra, consegue criar imagens que tem uma textura muito viva e ao mesmo tempo intercalar com o uso de técnicas manuais de animação. A mistura dessas duas formas faz com que os personagens transmitam um realismo muito grande por meio de olhares e gestos.

A criatividade do curta também está presente nas transições, que se utilizam de pequenos detalhes das cenas para relembrar situações vividas pelo protagonista. O uso das cores tem um contraste entre os tons claros em ambientes mais escuros. Por exemplo, o amarelo, que representa alegria, acompanha Joseph em diversos momentos, mesmo naqueles que ele está triste. E a simbologia do guarda-chuva ser amarelo, faz com que o garoto esteja sempre tentando alcançar a felicidade que ele já teve.

Fora as questões mais técnicas, o que mais chama atenção em “Umbrella” é como a história consegue fascinar e emocionar o espectador. A forma sutil como a história é contada, mesmo sem os personagens falarem, desperta reflexões profundas. Existe dentro do curta um contexto sociopolítico, que é muito atual, ainda mais levando em consideração, que boa parte da história foi baseada em acontecimentos reais, tudo se torna muito mais comovente.

“Umbrella” é um curta-metragem que carrega uma história muito profunda, que cativa pela realidade e emoção que carrega. O uso de diferentes técnicas de animação engrandecem a narrativa e ajudam a compor de forma visual essa história. A direção de Helena Hilario e Mario Pece é muito assertiva ao deixar que os personagens se expressarem por suas atitudes, sem a necessidade do uso de falas para verbalizar os sentimentos. O filme vai ser lançado no youtube em 7 de janeiro e ficará disponível até 21 de janeiro de 2021.

Lucas Souza – 4º Período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s