Desafios dos pequenos negócios durante a pandemia

Empreendedores buscam alternativas para reduzir perdas

A pandemia do coronavírus impôs o fechamento do comércio e serviços em diversas regiões do país, causando prejuízos às pequenas empresas. Um estudo feito pelo Sebrae, entre os dias 3 e 7 de abril, mostrou que 87,5% dos pequenos negócios tiveram queda no faturamento mensal e de 69% em relação a uma semana normal. O estudo ouviu 6.080 empreendedores de diversos setores. A solução encontrada por alguns desses comerciantes foi empreender. Mais uma vez.

O salão de beleza em que Márcio S. trabalha, apostou em vouchers para driblar a crise imposta pela COVID-19. Com o estabelecimento fechado e acreditando na fidelidade dos clientes, o salão escolheu vender serviços com desconto e antecipadamente para motivar a venda e gerar receita. “A gente espera que novas normas de segurança sejam impostas e que tudo volte a funcionar logo”. Para alguns casos específicos, Márcio diz que ele mesmo faz o atendimento domiciliar.

No entanto, nem todos os serviços conseguem ser levados até a casa do cliente. Thânia Araujo possuí uma clínica de estética e estava mudando o local do seu negócio quando começou a pandemia. Forçada a alterar o planejamento, enxergou uma oportunidade. “Eu tenho uma grande rede de contatos e vi que as pessoas estavam procurando produtos de limpeza e álcool em gel. Como a demanda estava alta, comecei a vender”.

O empreendimento com vendas teve sucesso, Thânia expandiu o negócio e agora até entrega outros produtos em domicílio. “Tem muita gente procurando máscara, cestas personalizadas para presentear, além dos produtos de antes. Com a entrega fica mais fácil e mais seguro, para mim e para o cliente”, diz.

Para o especialista em vendas, Gustavo Malavota, a maior dificuldade durante a pandemia é a tomada de decisão em um período tão complicado “A incerteza hoje é o maior vilão para o comerciante por conta da falta de informações, mas a hora de acertar as previsibilidades”, afirma. O fundador do Instituto Vendas, entidade que treina profissionais de diversas redes varejistas, acredita que o sucesso na retomada estará em entender o comportamento dos consumidores e, também, fazer pesquisas para esse novo mercado.

Pedro José Alves – 7º Período / Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s