Um novo Dia das Mães

Respeitando o distanciamento social, muitas mães não poderão estar com seus filhos neste dia.

O dia 10 de maio é delas! Mas este, com certeza, será um Dia das Mães diferente. A comemoração envolve encontros com amor, carinho e afeto, mas dessa vez os beijos e abraços serão virtuais.

Este será o primeiro Dia das Mães que Marialba Medeiros passará longe de sua filha, Danielle. Por serem muito próximas, explica que não será fácil, mas reconhece a importância de saber que estão bem e com saúde. “É o que me conforta e sou grata a Deus por isso e por poder usar a tecnologia para minimizar as distâncias. Isso nos dá certo alento, neste momento difícil que estamos passando”.

Danielle compreende a questão do distanciamento para não expor a mãe a nenhum tipo de perigo e vai aproveitar a data conectada por aplicativos. Nem presente vai faltar! A jovem já preparou uma surpresa e mandou entregar para Marialba uma cesta de café da manhã e vários mimos e um mini bolinho que ela adora. “Mesmo não estando com ela, quero surpreendê-la e prestigiá-la”.

O sociólogo e historiador, André Luiz Dubois, acredita que o Dia das Mães é muito importante, já que a maternidade é um fator cultural forte em vários países. O isolamento social imposto pela quarentena apresentou um novo cenário para as pessoas que estarão longe das mães e da família, em geral. A solução apresentada por André é a adaptação através de telefonemas, aplicativos e lives. “Essas serão as formas das famílias tentarem restabelecer as proximidades. Nesse momento aprenderemos a ressignificar o quão importante é o contato físico e a beleza do cotidiano que, por vezes, fugimos” afirma.

“Com essa situação extraordinária e atípica, as pessoas estão tendo a oportunidade de olharem para dentro de si e descobrirem mais sobre elas próprias e com quem convivem”

– Fátima Novelino

Fátima Novelino é mãe de Daniela e Isabela, as três moram no mesmo apartamento e estão tendo a oportunidade de passar mais tempo juntas, conversarem mais e se conhecerem melhor. Fátima fica muito triste pelas mães que não poderão estar com seus filhos, mas acredita que o Dia das Mães são todos os dias do ano. “Atualmente, os meios de comunicação são muito eficientes, eles conseguem diminuir as distancias, aproximando as pessoas nesses momentos especiais”.

As relações sociais passaram por uma adaptação que serão sentidas mesmo depois do isolamento social. Para André Luiz Dubois, tudo isso mexeu com a nossa dimensão cronológica e de futuro e vai nos fazer voltar para valores mais familiares e comunitários. “Estamos reaprendendo noções de convívio e respeito. Acredito que até nossos gestos, como abraçar e cumprimentar alguém passarão por processos de mudanças. Nossa economia afetiva vai ser bastante alterada”.

Seja qual for a forma, do lado ou pela tela do celular, com abraços virtuais ou carinhos e chamegos, a Agência UVA Barra deseja um feliz dia das mães para todas as mães.

Érik Sequeira – 4º Período | Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s