AGÊNCIA UVA BARRA ASSISTIU: “Suspiria – A dança do medo”

Foto: Divulgação

Dirigido por Luca Guadagnino (Me Chame Pelo Seu Nome), Suspiria – A Dança do Medo é um filme de terror sobrenatural e remake do clássico de 1977 de Dario Argento. O longa conta a história de Susie Bannion (Dakota Johnson), que viaja para a renomada escola de dança de Berlim, Markos Tanz Company.

A jovem chama a atenção de todos em seu teste para ingressar na companhia, principalmente de Madame Blanc (Tilda Swinton) por ser uma excelente bailarina, que possui um progresso muito rápido. Susie chega em Berlim logo após o sumiço misterioso de Patricia (Chloë Grace Moretz) e faz amizade com a dançarina Sara (Mia Goth), que suspeita de situações obscuras e macabras na companhia de dança e as compartilha com Susie.


Remake do clássico de Dario Argento – Foto: Alessio Bolzoni | Amazon Studios 

O remake buscou se afastar do filme original, com um teor mais dramático e doses de mistério. Possui características mais violentas que a primeira versão, sendo mais sombrio e tendo uma fotografia bastante voltada para o acinzentado. O longa que divide opiniões dos críticos, traz consigo mínimas semelhanças do clássico e novos conceitos.

O ponto alto do filme são as atuações. A protagonista Susie é o papel de Dakota Johnson (50 tons de cinza) e exigiu bastante trabalho físico da atriz, que fez aulas de ballet apenas quando criança e foi a responsável pelas cenas de dança, sem fazer uso de dublê. Na pele de Madame Blanc está Tilda Swinton, tendo uma atuação elegante e caminhando muito bem por gêneros diversos de um modo detalhista, prendendo a atenção do espectador à tela.

Foto: Amazon Studios

Swinton desempenhou outros dois papéis totalmente diferentes e bem construídos, apesar de serem sem força e grandes evoluções durante o desenrolar de Suspiria. A atriz afirmou em entrevista ao “The New York Times” que resolveu atuar nestes papéis por querer se divertir atuando em coisas novas. Já o diretor quis deixar o filme o mais feminino possível, sendo o único papel masculino de destaque no filme uma atuação feminina.

Suspiria tem uma boa fotografia e um design bem elaborado, mas possui pouca música, pouco suspense, o terror que o longa promete ter não emerge, sendo um pouco monótono, se arrastando na história, porém, com atuações bem escolhidas. Sua estreia é no dia 28 de Março nos cinemas brasileiros.

Thalyta Souza – 2º Período | Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s