Consumo consciente

Sustentabilidade e Veganismo são tema da 11ª edição da feira Vida Liberta no Shopping Downtown

WhatsApp Image 2018-04-17 at 18.35.55
Foto: Ana Beatriz Bernardo

O veganismo é um movimento no qual as pessoas buscam viver sem explorar a vida animal. Para apoiar a causa, a empresa Vida Liberta organizou neste último fim de semana, 13 a 15 de abril, a “Feira Vida Liberta – A terra é dos índios”, no shopping Downtown. A programação foi desde artesanatos com produtos recicláveis, moda sustentável, bebidas orgânicas e palestras, até dança e pintura com os índios da tribo Fulni-ô. O objetivo principal do evento é a conscientização dos benefícios da vida saudável e sustentável com exibição de curtas, dinâmicas e palestras.

Os criadores da feira incentivam esse novo estilo de vida e encorajam empreendedores conscientes. Como aconteceu  na empresa Cop Futuro, onde materiais como pneus velhos e pallets são transformados em sofás e itens de decoração. A Vivian Alves é administradora da parte de bazar da cooperativa, e conta qual proposta eles trouxeram para o público. “Viemos para o evento para trazer a conscientização de como fazer o descarte correto do resíduo. E todo o material é vendido nesse espaço do bazar”, explica.

WhatsApp Image 2018-04-17 at 18.35.56
Foto: Ana Beatriz Bernardo

Além da reciclagem, alimentação, bebidas e vestuários foram pontos debatidos e expostos nas lojinhas. Como por exemplo, a palestra “Vegetarianismo e Saúde – Prevenção e reversão de doenças crônicas pela alimentação baseada em plantas” com o médico cardiologista e homeopata André Pessanha. Para a empresária Ana Carolina Lobato, o ambiente é muito importante na hora de passar essa conscientização. “É um lugar bom para vir com a família, e é ótimo conhecer os benefícios dessa vida sustentável. Assisti a palestra e descobri muitas coisas que não sabia”, conta.

Esse mercado vegano, segundo o Estadão, cresce 40% ao ano no Brasil. “As pessoas continuam achando que é só sobre não comer carne, mas é muito mais do que isso”, explica Ana Carolina. O evento, como um todo, se preocupa em passar as informações, não para tentar convencer os outros a mudar a forma como se alimentam, se vestem ou vivem, mas a ver que existe um outro lado. A administradora Alexandra Viana diz que vai além de vender um produto, é também a questão de receber novos ensinamentos. “É aprender a lidar com o diferente”, ressalta.

Ana Beatriz Bernardo, 5º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s