Arena #SEMFILTRO e sem preconceito

A Bienal do Livro reuniu mais de 300 pessoas na arena #SemFiltro, onde o público pôde debater e fazer reflexões sobre pluralidade racial

IMG_1850
Fotografia: Bruna Barros

O preconceito está presente, mas a militância negra também. Na última sexta-feira (08/09), a Bienal do Livro apresentou na Arena #SemFiltro, o ator, diretor e agora autor, Lázaro Ramos, para conversar sobre o livro ” Na minha pele”. Neste bate-papo, ele expõe diversos assuntos, entre eles a pluralidade racial e levanta algumas reflexões relacionadas a discriminação.

Mediado por Ana Paula Lisboa, o evento levantou dúvidas e reflexões sobre essa obra, na qual conta a história de sua origem. Foi um trabalho que levou 10 anos para ser concluído, e o autor admite que não esperava essa repercussão toda. “Eu não imaginava que o livro iria falar com pessoas além da minha tribo”.

Durante a palestra, o autor afirma que o racismo sempre o incomodou. E apesar de se considerar uma pessoa dispersa, ele confessa que em sua obra, encontrou foco para conscientizar as pessoas a olhar mais para o outro, e assim, criar mais empatia. “O outro é um poço de possibilidades e verdades, por meio da comunicação que vamos mudar.”

IMG_1858
Fotografia: Bruna Barros 

Para a professora Larissa Carvalho, 32 anos, que estava presente na arena, o livro parece uma conversa de amigo para amigo. “É uma escrita simples, mas cheia de realidades.” Lázaro pontua suas experiências que sofreu como negro, para que a partir da leitura, as pessoas possam fazer suas próprias reflexões. Além disso, ele almeja que as pessoas se sintam acolhidas ao ler a obra.

Outra que não perdeu o evento foi a estudante de direito da UVA, Viviane Marçal, 33 anos. Ela admite que durante a leitura se identificou muito com as histórias. “Ele ilustra nossas lutas, fala de detalhes que muitos não dão valor, mas que de certa forma machucam”, emociona-se.

Entre essas lutas, o ator aborda a questão da educação nos dias de hoje e como é fundamental o papel dela na sociedade. ” É um fator primordial e o primeiro lugar que recebemos é em casa.”. Defende também um ensino público de qualidade e que é necessário lutar por ela. No fim do evento, o público teve a oportunidade de ter o livro autografado por Lázaro Ramos.

Bruna Barros, 3º período e Karina Figueiredo, 3º período

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s