Primeira Edição do Geek e Game Rio Festival contribui para visibilidade de profissionais do e-sport brasileiro

Torneio do game Rainbow Six Siege deixa público eufórico e Santos Dexterity termina como campeão

DSC_0650.JPG
Equipe Black Dragon em ação

O start foi pressionado. Nesta última sexta-feira (21/04) foi dado um importante passo para esclarecer e divulgar a cultura game que ainda gera muitas dúvidas, desinformação e preconceitos. O Geek & Games Rio Festival, pela primeira vez no Brasil, reuniu as melhores equipes, Black Dragons e Santos Dexterity no torneio de Rainbow Six Siege, que foram ovacionadas pelo público apaixonado por e-sports. A disputa foi acirrada, teve no total cinco partidas dominadas pelo favorito Black Dragons e surpreendeu com a reviravolta de Santos Dexterity que levou a taça Geek e Game para casa.

DSC_0638.JPG
Equipe vitoriosa Santos Dexterity

Esse torneio é um dos resultados do crescimento do universo geek no Brasil e no mundo. Ele faz parte de um novo mercado lucrativo que preve arrecadar cerca de 700 milhões de dólares em 2017, de acordo com a pesquisa realizada pela NewZoo. O estudante de Publicidade, Ulisses Oliveira, de 20 anos, por meio do canal no Youtube, XTRTV, mostra a importância dos esportes eletrônicos com narrações de disputas automobilísticas virtuais. “Os e-sports não se resumem apenas a entreterimento, é também um meio de trabalho, no qual é preciso investimento em equipamentos e no preparo físico e psicológico dos jogadores, da mesma maneira como acontece nos esportes”.

Outro fator primordial para realização eficaz dos e-sports é uma boa comunicação entre os membros das equipes para que haja harmonia no grupo na hora de um torneio. O capitão do Santos Dexterity, Guilherme Gohan, demonstrou cuidado com isto. “A interação é fundamental para sempre lembrar o objetivo que é a vitória e não perder o foco, pois cada round é um round”. Nessa mesma linha, a cyberatetla do Rainbow Six Siege, dona da Black Dragons, Nicolle, conhecida como “Cherrygumms”, afirma que faz do time uma família e recebe apoio incondicional dos fãs. “Entrar em um torneio em que muita gente grita ‘Cherry, tira uma foto comigo’ é muito emocionante, é um sentimento maior, é gratidão”, emociona-se.

DSC_0615.JPG
Torcedores interagem com as partidas

Essa emoção, as torcidas organizadas e estratégias técnicas só reiteram as semelhanças entre os esportes tradicionais e os e-sports – o último, por sua vez, com pouca visibilidade e reconhecimento pela mídia e população geral. Por isso, é unânime entre profissionais e torcedores, a importância de eventos como Geek & Game Rio Festival para promoção e divulgação desse universo. “As pessoas precisam ver a evolução dos e-sports e conhecer mais sobre o mundo geek para entender que são competições tão válidas e profissionais como qualquer outro esporte”, enfatiza Christian Andrade, 15 anos, que sonha em tornar-se um cyberatleta e aguarda com esperança que nos próximos anos o mundo o reconheça como tal.

Isabelle Amancio, 3° período e Yhara Linka, 6° período.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s